Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Aos poucos vou deixando o Facebook

por Um Gajo Na Merda, em 27.04.18

Inscrevi-me em 2009 na actual rede social mais popular do mundo mas sinto que com o passar dos anos aquilo tornou-se num mundo à parte e doentio.

Confesso que aprendi muito. Diverti-me e fiz imensas amizades. Actualizei-me e senti de perto a sociedade. Mas também senti que aos poucos o propósito real que me fez inscrever naquela rede mudou.

A certa altura criei uma página e consegui mais de 60 mil gostos. Diverti-me e fiz divertir outras pessoas, mas também me zanguei. Zanguei-me com o que a rede se tornou. Houve só possuo messenger no telemóvel. No PC tenho um atalho para o feed mas raramente vou lá. De vez em quando dou uma vista de olhos e rapidamente me arrependo. O ambiente está muito pesado. Os comentário que se fazem por lá deixam-me realmente fodido com a vida. E as notícias e o sensacionalismo que por lá habita também. E por mais estranho que pareça, este me afastamento nada tem a ver com o mais recente escândalo associado à privacidade de dados que o Facebook tem sido alvo.

Gosto imenso do Twitter e do Reddit e continuarei a ser uma fiel seguidor de fóruns relacionados com tecnologia e videojogos. Não gosto de realidades paralelas. Gosto de autenticidade e o Facebook já não me transmitia isso. Foi bom enquanto o fascínio durou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:28



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D