Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Conheci bem cedo as cunhas em Portugal

por Um Gajo Na Merda, em 17.09.18

Todos sabemos que a cunha é das práticas mais comuns em Portugal. Quando se trata de analisar as coisas na classe política, ou das classes altas, a maioria dos portugueses indigna-se fortemente contra os poderosos, porque, alegadamente, todos comem da mesma gamela. Ainda assim, quando o assunto bate à porta do simples e comum português, ele jamais negará a oferta. Isto porquê? Porque todos fazem. E se todos fazem, quem são eles para rejeitar? É a luta pela sobrevivência, mesmo que estejam a entrar directamente para a vida mais hipócrita de sempre.

Mas tal como o título desta crónica indica, deparei-me muito cedo com a cunha. Estudava eu na escola primaria e já me deparava com imensas trocas de favores. Lembro-me bem de alguns colegas de turma serem altamente favorecidos por causa de troca de favores dos pais com os professores. Algumas dessas trocas, valeram passagens de ano, que mais tarde viriam a custar reprovações no secundário. Actualmente dá-me a sensação que o ensino, pelo menos o primário, está mais justo. Mas há duas dezenas de anos a coisa era um pouco diferente, pelo menos na escola pública onde estudei.

Para além de alguns professores altamente comprometidos com partidos, e com alguns pais bem influentes aqui na cidade, o próprio director da escola já tinha algumas ligações um pouco estranhas com a política e com o partido que governou a cidade. Fui me apercebendo à medida que fui crescendo, e fui assistindo ao crescimento de algumas dessas figuras no pouco desenvolvimento da cidade.

Hoje, apesar de ter vivido e convivido com vários arranjinhos, tachos e cunhas, posso dizer que já perdi algumas oportunidades incríveis, mas sempre tentei defender-me por mérito próprio. Muitas vezes fui acusado de ter um pensamento romântico, e lunático, mas acredito cegamente na meritocracia, mesmo que isso me cause alguns dissabores. E já levei alguns bem fortes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:46



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D